Manual sobre «Padrões de Qualidade para Políticas de Juventude»

No dia 4 de dezembro de 2019, foi apresentado no Centro de Juventude de Lisboa do IPDJ o Manual «Padrões de Qualidade em Políticas de Juventude»,uma publicação em versão digital traduzida para a língua portuguesa por este Centro em parceria com o Conselho Nacional de Juventude.

Originalmente desenvolvido pelo Fórum Europeu de Juventude, a tradução para a língua portuguesa deste documento resulta da sinergia do Conselho Nacional da Juventude (CNJ) e do Centro de Juventude de Lisboa do IPDJ (CJL), o qual reúne 8 padrões de qualidade e respetivos indicadores, que permite uma adaptação às diferentes organizações, disponibilizando ferramentas, dicas e estratégias para avaliar o estado das políticas de juventude no seu contexto, seja ele nacional, regional, local ou europeu, e identificar o que está a funcionar bem ou mal, com vista a uma participação jovem informada, de qualidade, eficaz e eficiente.

"...Este manual procura colmatar a necessidade de identificar ferramentas que possam ser utilizadas pelo poder local e organizações de juventude com vista a uma participação jovem informada, de qualidade, eficaz e eficiente. É fundamental que o panorama português no âmbito das políticas e estratégias de juventude dê mais um passo no rumo certo e se consolide no universo político de forma a alavancar esta e outras ferramentas. O manual reúne 8 padrões de qualidade e respetivos indicadores, num único círculo de complementaridade e que permite uma adaptação às diferentes organizações.
Esperamos que este manual seja mais um passo para políticas de juventude baseadas em direitos e em evidências, com mecanismos de participação efetiva das e dos jovens em processos de tomada de decisão, com instrumentos definidos de implementação e monitorização de políticas e financiamentos adequados. A participação ativa das e dos jovens e das organizações de juventude no desenvolvimento de políticas de juventude de qualidade é essencial, sendo que as e os jovens são as/ os principais interessadas/os no acesso a uma informação de qualidade e respetiva monitorização das políticas atuais. Políticas participadas resultam em políticas efetivas que vão ao encontro das reais necessidades das e dos jovens."

Alexandra Ruivo Cordeiro, Presidente do Conselho Nacional de Juventude
Eduarda Marques, Diretora Regional Lisboa e Vale do Tejo do IPDJ

Download do manual aqui.

Todas as Atividades